Manutenção-baseada-em-diagnósticos

A manutenção baseada em diagnósticos (CBM) é uma estratégia de manutenção preventiva que se baseia na coleta e análise de dados para determinar o estado de um ativo e identificar possíveis problemas. Essa abordagem permite que as empresas realizem a manutenção de seus ativos de forma mais eficiente e eficaz, reduzindo custos e aumentando a confiabilidade.

A CBM é uma evolução da manutenção preventiva tradicional, que se baseia na realização de inspeções e trocas de peças de forma periódica, independentemente do estado real do ativo. Essa abordagem pode ser ineficaz e cara, pois pode levar à realização de manutenção desnecessária ou, em casos extremos, à falha de um ativo que ainda estava em condições de operação.

A CBM, por outro lado, permite que as empresas identifiquem problemas potenciais antes que eles causem falhas. Isso pode ser feito por meio de uma variedade de métodos, incluindo:

  • Monitoramento de condições: o monitoramento de condições envolve a coleta de dados sobre o desempenho de um ativo, como temperatura, vibração, desgaste, etc. Esses dados podem ser usados para identificar tendências e padrões que podem indicar um problema potencial.
  • Inspeções visuais: as inspeções visuais são uma forma simples e eficaz de identificar problemas potenciais, como vazamentos, rachaduras, desgaste, etc.
  • Testes de diagnóstico: os testes de diagnóstico são usados para medir o desempenho de um ativo de forma mais precisa. Eles podem ser realizados por meio de equipamentos especializados, como ultrassom, termografia, etc.

A CBM pode ser aplicada a uma ampla variedade de ativos, incluindo máquinas, equipamentos, instalações e infraestrutura. Ela é uma estratégia eficaz para empresas de todos os portes e setores, que buscam reduzir custos e aumentar a confiabilidade de seus ativos.

Manutenção-baseada-em-diagnósticos--

Benefícios da manutenção baseada em diagnósticos

A CBM oferece uma série de benefícios para as empresas, incluindo:

  • Redução de custos: a CBM pode ajudar as empresas a reduzir os custos de manutenção, pois permite que elas realizem a manutenção de seus ativos de forma mais precisa e eficiente.
  • Aumento da confiabilidade: a CBM pode ajudar as empresas a aumentar a confiabilidade de seus ativos, pois permite que elas identifiquem e resolvam problemas potenciais antes que eles causem falhas.
  • Melhoria da eficiência operacional: a CBM pode ajudar as empresas a melhorar a eficiência operacional, pois permite que elas reduzam o tempo de inatividade de seus ativos.

Como implementar a manutenção baseada em diagnósticos

A implementação da CBM é um processo que requer planejamento e organização. As empresas devem seguir as seguintes etapas para implementar a CBM de forma eficaz:

  1. Definição dos objetivos: a primeira etapa é definir os objetivos da CBM. As empresas devem definir o que esperam alcançar com a implementação da CBM, como reduzir custos, aumentar a confiabilidade ou melhorar a eficiência operacional.
  2. Seleção dos ativos: a próxima etapa é selecionar os ativos que serão submetidos à CBM. As empresas devem selecionar os ativos mais críticos para o seu negócio, que representam um alto risco de falha ou que são responsáveis por uma grande parte dos custos de manutenção.
  3. Seleção dos métodos de monitoramento: a terceira etapa é selecionar os métodos de monitoramento que serão usados para coletar dados sobre os ativos. As empresas devem considerar os tipos de dados que precisam ser coletados e os métodos de monitoramento mais adequados para cada ativo.
  4. Desenvolvimento de um plano de manutenção: a quarta etapa é desenvolver um plano de manutenção que defina como os dados coletados serão analisados e quais ações serão tomadas com base nos resultados da análise. O plano de manutenção deve ser flexível, para que possa ser adaptado às necessidades da empresa.

A implementação da CBM é um investimento que pode trazer benefícios significativos para as empresas. Ao adotar essa estratégia, as empresas podem reduzir custos, aumentar a confiabilidade e melhorar a eficiência operacional.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais.

Assine nossa newsletter para receber conteúdos de manutenção.
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags