O que é e para que serve a Análise de Vibração? Para que serve a Análise de Vibração?

A Análise de Vibração compreende a maior abrangência de diagnóstico para defeitos mecânicos, dentre as técnicas de manutenção preditiva. Dado que a vibração é o indicador mais primitivo da saúde da máquina, utiliza-se da compreensão dos dados para detectar prematuramente defeitos ou falhas e assim manter a saúde dinâmica dos equipamentos, de modo a inibir a evolução de não conformidades.

A presença de vibrações em equipamentos rotativos é considerada indesejável pois acelera consideravelmente os defeitos e as falhas, provocando paradas inoportunas, elevando os custos de produção e de manutenção.

A análise de vibração, dedica-se ao entendimento da vibração não desejada, identificando a origem pelo estudo de seu comportamento, é registrada por instrumentos de medição, de modo a promover um diagnóstico exato, que permita uma correção definitiva, identificando a causa da vibração como: desbalanceamento, falta de rigidez mecânica ou folga, correia de transmissão defeituosa, movimento alternativo, turbilhonamento ou chicote do filme de óleo, engrenamento defeituoso, falhas em motores ou geradores elétricos, ressonância, excitação de frequências naturais, defeitos em rolamentos, órbita inadequada em eixos sob mancais de deslizamento, deficiência de lubrificação, cavitação em fluidos, falha de origem aerodinâmica, entre outros.

Pode-se realizar o monitoramento da vibração de forma online ou off-line. O monitoramento online demanda um sistema dedicado no equipamento, de modo que a aquisição de dados ocorre em intervalos pré-determinados através de sensores fixos. No método off-line, um profissional é responsável por realizar a coleta dos dados através de um coletor portátil, que pode ser parametrizado para efetuar uma rota de coletas. Em ambos os casos, os dados são analisados e obtém-se, então, um diagnóstico sobre o equipamento em estudo.

A Engefaz é privilegiada por ter um sistema de análise remota, em que os dados coletados são enviados ao servidor via internet e podem ser acessados de qualquer lugar do mundo. É desta forma que nossa equipe técnica localizada em nossa central realiza a análise de dados coletados ao redor de todo o mundo.

Alguns tipos de falhas que podem ser detectadas:

  • desbalanceamento;
  • desalinhamento;
  • ressonância;
  • desgaste em rolamentos;
  • rigidez deficiente;
  • estrutura comprometida;
  • problemas elétricos;
  • folgas.